Copy ou tráfego? Onde investir primeiro?

Sua empresa é pequena e você ainda está apenas começando a construir sua presença no ambiente digital. Mas, com tempo e orçamento limitados, você precisa escolher bem por onde começar… Copy ou tráfego? Este texto é para te ajudar a decidir!

O que é copy?

copyVamos explicar primeiro o que esses dois termos significam. Copy é a parte do branding diz respeito à mensagem que você deseja passar para seu público, independente da forma. Os textos que aparecem no seu site, as legendas das suas postagens, os vídeos que você grava…

Se você achou a descrição parecida com a própria ideia de branding, não se confunda! Branding é um termo que engloba tudo que diz respeito à identidade da sua empresa e vai desde a linguagem visual até a forma como seus atendimentos são conduzidos. Então é natural que seu copy seja influenciado por suas decisões de branding, ok?

O motivo para investir em copy, tendo isso em mente, é simples: quanto melhor seu copy, mais motivos o cliente tem para permanecer engajado com a sua marca! Um bom copy transmite clareza e profissionalismo independente do seu público-alvo. Uma vez que um possível cliente conhece sua empresa, é o copy que define se haverá um interesse contínuo por ela ou se ela será subsequentemente esquecida. Copy é conteúdo e conteúdo é rei!

O que é tráfego?

tráfegoCom isso esclarecido, você deve ter notado que falamos de manter o cliente se relacionando com seu negócio, mas ainda não explicamos como alcançá-lo! Isso é tráfego! Explicando melhor, tráfego é o que sua empresa pode fazer para atingir mais pessoas ou conduzir o público atual a novas ações! Tráfego traz visibilidade e quem não é visto, não é lembrado!

Nisso, há dois tipos de tráfego que, idealmente, devem ser utilizados em conjunto: tráfego orgânico e tráfego pago. O tráfego orgânico normalmente exige uma ação direta do seu público para encontrar sua empresa (como a pesquisa por um produto no Google ou quando um engajamento faz com que seu post apareça na timeline da pessoa). Alternativamente o tráfego pago, como o nome sugere, chega aos possíveis clientes através da compra de anúncios.

Mas não se engane! Muitas estratégias de tráfego orgânico exigem alguma forma de investimento também. Uma boa estratégia de SEO, uma campanha de hashtags, conteúdo editorial, tudo isso acaba exigindo um tempo considerável de estudo se não estiver disposto a contratar um profissional!

Tráfego atrai interesse, o copy prolonga!

É ideal que uma empresa seja capaz de investir nas duas coisas, mas sabemos que nem sempre isso é possível! Sobre a pergunta no título deste texto, não há uma resposta definitiva que atenda a todos os casos (mesmo entre nós aqui na NABORSocial há opiniões diversas sobre o assunto). Por um lado, investir em tráfego sem um bom copy tornará difícil reter os novos relacionamentos que você constrói. Por outro lado, um ótimo copy sozinho não te garantirá um fluxo constante de clientes.

O que sugerimos é que estude bem sobre os dois assuntos e veja como sua empresa se comporta diante das duas possibilidades. Na dúvida, foque no que estiver mais viável! Se você já tem facilidade de escrita, tem familiaridade em gravar vídeos, então será mais fácil construir um copy bem sólido para o seu negócio. Se você tem domínio das ferramentas de tráfego, invista nelas!

, ,

Confira também:

Menu