Onde postar seus vídeos: Facebook ou YouTube?

O YouTube a muito anos é considerado o canal para quem quer investir em vídeos, sendo até hoje o serviço em que as pessoas pensam quando querem encontrar e/ou fazer o upload de um conteúdo deste gênero. Ciente disso, o Facebook tem aumentado consideravelmente seu foco no ramo com a priorização e reprodução automática de vídeos no feed de notícias e reformulação da aba dedicada nas páginas.

É, o Facebook quer matar o YouTube! Mas, enquanto ainda existem duas plataformas para vídeos, sempre há um dilema sobre qual delas usar para fazer uma campanha ou simplesmente para postar conteúdo. Se você está nesse dilema, este post pode ajudá-lo a se decidir:

Longevidade dos vídeos:

Você quer algo para as gerações vindouras ou impacto imediato? Tervideos a resposta a essa pergunta e o funcionamento das duas plataformas em mente é um dos principais passos para a escolha do seu foco.

Se você deseja que seu conteúdo não se restrinja ao momento em que foi publicado e possa ser facilmente acessado na posteridade, você deve levar em consideração o recurso de busca: O Facebook ainda não possui uma busca ou um sistema de filtragem eficiente para vídeos, enquanto é muito comum simplesmente ir ao YouTube, digitar algo no campo de busca e obter resultados precisos com opções de filtro. Isso é excepcionalmente válido para quem pretende investir em tutoriais, documentários ou vlogs.

Se seu vídeo não necessita de retorno a longo prazo (gravou, publicou e bola pra frente), o Facebook tem feito melhorias que aumentam significativamente seu impacto. Enquanto um visitante teria de procurar especificamente pelo seu vídeo no YouTube para vê-lo, a Rede Social faz questão de dar um tratamento especial! Seus visitantes não só encontrarão o vídeo com facilidade, como terão mais motivos para vê-lo graças à reprodução automática!

Propósito do conteúdo:

O seu vídeo será para alavancar as vendas dos seus produtos? Ou você pretende ganhar dinheiro diretamente com ele? Todos nós sabemos o quanto o YouTube e o Facebook se preocupam com a propaganda dentro das duas plataformas, mas as abordagens das duas neste contexto são bem distintas uma da outra.

Se você optou pela primeira opção no parágrafo anterior, é provável que o Facebook seja sua escolha. Com os Social Ads, ter os vídeos dentro da plataforma torna não só as suas chances maiores, mas a sua medição mais eficiente. Nada impede que você divulgue seu conteúdo do YouTube pelo Adsense, mas estamos falando de uma integração mais forte aqui.

A grande vantagem do YouTube é para quem escolheu a segunda opção. Se o seu conteúdo é autoral, você pode lucrar com ele através das propagandas que o YouTube oferece no início e durante os vídeos. É o tipo de recurso que ainda não mostrou sinal de que aparecerá no Facebook, então se você se enquadra neste perfil, o YouTube é uma escolha sábia!

Empecilhos:

PhoneAdsNenhuma das plataformas é livre de problemas que podem comprometer o desempenho dos seus vídeos, no entanto.

Por exemplo, o Facebook ainda conta uma pessoa que passou pelo seu vídeo no feed de notícias como uma visualização, tendo ela visto ou não. Ademais, é no mínimo complicado tentar compartilhar um vídeo do Facebook fora dele.

O YouTube, em contraste, possui uma possibilidade de descoberta mais limitada e menos precisa que seu concorrente, tanto que seus usuários entram na plataforma para ir direto a um canal ou vídeo específico. Graças à competição entre os dois serviços, compartilhar um conteúdo do YouTube no Facebook não terá o mesmo impacto que um vídeo nativo.

Mas não se restrinja a um ou outro! Nada impede que você faça o upload nas duas plataformas, caso você sinta que seu conteúdo pode desfrutar das vantagens de ambos os lados! O ecletismo pode até te trazer outras opções como Instagram, Snapchat ou Periscope, basta que você compare suas intenções com a linguagem de cada serviço!

, , , ,

Confira também:

Menu