Stories, Status… o futuro das redes sociais?

As stories estão fazendo sucesso entre pessoas e empresas ao redor do mundo. Nas estratégias de marketing, elas são excelentes formas de se produzir conteúdo. Mas o que tornou esse formato tão promissor e o que nos aguarda no futuro?

A história das Stories

Nós já falamos disso num texto aqui no blog. Há até outro texto com detalhes sobre o que diferencia cada plataforma nesse formato. Mas vamos recapitular:

A primeira plataforma a ter essa ideia foi o Snapchat. O sucesso foi tanto que o Google o Facebook tentaram comprar a empresa, que se recusou. Em resposta, o Facebook tentou várias vezes criar uma plataforma que competisse com o fantasminha.

Após muitas tentativas sem sucesso, a chegada das Stories no Instagram fez a virada da rede social sobre o Snapchat. O sucesso respingou sobre as demais plataformas do Facebook, vide Messenger e WhatsApp e hoje mal se fala no app que originou isso tudo.

O cenário atual

facebookMudando de assunto um pouco, recentemente o Facebook tem sido alvo de críticas ao redor do mundo… Uma das principais observações vem das falhas de privacidade, que trouxeram à tona diversas vendas de dados para mecanismos de manipulação.

Outra situação frequente é a de atribuir à plataforma a causa do vício em smartphones. Graças ao formato convidativo e algoritmos de relevância que incentivam o isolamento das bolhas sociais. Além disso, muito se diz sobre a proliferação de notícias falsas, um problema que parece não ter solução.

Essas são três das mais frequentes críticas à empresa na atualidade e que fizeram muitos largarem a rede social. Entretanto, há ainda outro fator que preocupa a equipe: as pessoas estão postando menos! Em vez disso, resumem-se a compartilhar conteúdo de páginas ou sites externos, em vez de momentos e recordações.

Uma nova página para a história

Em virtude de todos os problemas apontados, Mark Zuckerberg divulgou um texto em que descreve como a empresa vai mudar para se adaptar a isso. O texto delineia alterações drásticas na forma como o Facebook funciona em geral.

Entre as mudanças destacadas, chama atenção o foco redobrado em mensagens e postagens efêmeras — ou seja, que desaparecem depois de um tempo. Parece familiar? Sim, a ideia é tornar o feed de notícias mais similar às stories!

Essa é uma mudança que potencialmente solucionará as deficiências apontadas anteriormente. Como os posts são efêmeros, não há o mesmo risco sobre privacidade. Além disso, não são empregados algoritmos de relevância a esse tipo de conteúdo, por ser predominantemente pessoal. Ademais, o formato dificulta a proliferação das fake news, por causa do foco em fotos e vídeos espontâneos e imediatos que são mais difíceis de se compartilhar.

Isso explica por que a empresa se empenhou em colocar o mesmo recurso no Facebook, WhatsApp, Instagram e Messenger. Enquanto para muitos isso era visto como redundante, tudo aponta para que esse seja, de fato, o modo como compartilharemos conteúdo daqui em diante.

E para as empresas?

Toda essa aposta nas Stories é justificada pelo teor mais íntimo que elas têm sobre os feeds de notícias. Mas a verdade é que, se sua empresa já está se dedicando, não há muito a que adaptar. Continue usando as stories para entregar conteúdo e construir um relacionamento mais próximo dos seus seguidores e desenvolvendo uma boa campanha de anúncios!

, ,

Confira também:

Menu