A moda do e-commerce (parte 2)

Depois de ler a parte 1 deste texto, você certamente já está afiado sobre o que é um e-commerce. Se você não viu ainda, vale a pena conferir e conhecer um pouco mais sobre o assunto antes de se adentrar nos parágrafos a seguir:

Então, é hora de fazer um comparativo das ações das lojas virtuais do setor de vestuário com as nossas necessidades.

Loja virtual x Clientes: Layout do site.

O layout de um site é basicamente a estrutura que abrimos ao digitar o famoso “www” em nossa página na internet. As lojas estão cada vez mais preocupadas em oferecer uma plataforma de e-commerce sofisticada, bem informativa e fashion. É preciso contratar o serviço de um designer que possa montar esse serviço de forma bem atualizada.

Sim! Nós clientes, queremos entrar na loja virtual e não ficar perdido. Um layout moderno pode ser um fator decisivo na hora da compra. Queremos ver também uma boa diagramação entre textos, imagens, gráficos e vídeos, além de, uma boa distribuição de cores.

Facilitar o processo de compra é papel da loja virtual. As ferramentas devem ser dispostas na plataforma de forma simples e direta. É preciso colocar de forma bem visível as opções como: login, campo de busca, carrinho de compras, central de atendimento etc.

Ao abrir o site, queremos encontrar tudo com facilidade e bastante explicativo. Esse ponto é um dos principais atrativos em um e-commerce, pois, se o cliente tiver dificuldade em navegar na plataforma, ele desiste.

Dentro da loja virtual é necessário ter um menu. Tudo que tiver a venda no site é preciso constar na lista do menu dentro de categorias específicas. As opções devem estar a disponibilidade do comprador. O cliente quer ver o menu em um lugar específico e bem acessível. Lembrando que temos duas formas de procurar os produtos: uma pelo menu principal e a outra pelo campo de busca.

Loja virtual x Clientes: Fotos.

Todo o produto oferecido para loja virtual tem que ter imagem. Não adianta nada eu oferecer uma camisa jeans com aplicações de pingentes no ombro se a foto dela não estiver no site para o cliente visualizar. É interessante também ter a opção de “zoom”, que possibilita ao cliente visualizar bem de perto características da peça. A foto precisa estar em alta resolução!

O cliente quer ver detalhes, fotos bem produzidas, ver a roupa de lado/frente/costas, de todos os jeitos! Sem imagem, não há compra! Ah, é preciso ter uma fidelidade no quesito imagem e vida real, não é? Queremos a roupa como está no site!

Loja virtual x Clientes: Busca por produtos.

Para que o produto de uma determinada loja seja encontrado com mais facilidade nos buscadores, as informações e descrições dos produtos devem ter palavras chaves que possam definir as características principais. Quanto mais preciso e diretas forem as palavras, maiores a chance de encaminhar o buscador para o site. Investir em redatores especialistas é necessário para ganhar vantagens no SEO.

Nós consumidores queremos saber tudo sobre os produtos. Características físicas, tamanhos das peças disponíveis, valores, entre outros. Facilitar essa busca é um ponto positivo pra marca. Nós queremos facilidade!

Loja virtual x Clientes: Atendimento.

A empresa que abrir sua loja virtual precisa ter uma central de atendimento preciso, rápido e eficaz. Isso também interfere diretamente no ato da compra. Os atendentes precisam ter calma, clareza na hora de falar e ter um bom atendimento.

O cliente quer ser bem tratado. Vamos fazer uma linha de raciocínio: Quanto mais direto for o site em relação à compra e os produtos, menor será a procura para o atendimento, certo? Caso ocorra, a atendente tem que está preparada para nos ouvir! E por favor, sejamos educados!

Loja virtual x Clientes: Trocas.

O produto não deu certo ou veio com defeito? A loja tem que trocar! É possível uma peça de roupa chegar até seu consumidor faltando um botão, ou descosturada ou com algum pequeno defeito. Então, está na lei que é direito do consumidor que ele tenha a peça trocada. Ponto positivo para a empresa que consegue resolver essa questão de forma bem tranquila.

As lojas que conseguem trocar nossas peças com defeito, ganha vários pontos, credibilidade e claro, vamos indicá-la para nossos amigos, não é?

Loja virtual x Clientes: Pagamento.

A parte mais difícil de fazer uma compra: o pagamento. Até nisso a loja virtual deve oferecer para seu cliente diversas opções que pagamento que, além de efetivar com mais facilidade a compra, gera fidelidade do cliente.

Queremos dividir nossas compras em até 12x sem juros, por favor! Brincadeira. Se puder pagar à vista, pague. Se quiser dividir, também. Qual a bandeira do seu cartão de crédito? Pode ficar tranqüilo porque a loja virtual que você quer comprar ela vai te dar essa opção, não é mesmo loja? Obrigado.

Tcharan! Vamos comprar!

É importante lembrar que a internet está aí pra ser usada de forma que facilite o nosso dia a dia. Se você gosta bastante de usá-la como canal de negociação fique atento com as regras que possam otimizar seu processo de compra. Caso você não goste, tenha medo de arriscar ou sair com algum prejuízo dessa modalidade de compra, pesquise! Receba indicações de amigos, veja as opiniões no próprio site de compras e seja feliz! Lembrando que você deve ser bem atendido assim como se fosse em uma loja física. Desejamos a você uma boa compra!

 

, , ,

Confira também:

Menu